O preço do petróleo registrou ligeira alta perto do encerramento dos negócios, ontem, em Nova York. Mesmo com a diminuição menor que a esperada nos estoques dos EUA na semana passada, a queda afetou a confiança dos investidores. O barril para entrega em outubro, negociado na Bolsa Mercantil de Nova York, encerrou o dia negociado a US$ 64,49, ligeira alta de 0,19%.

O estoque de petróleo nos EUA caiu em 6,4 milhões na semana encerrada em 2 de setembro, segundo o relatório semanal de estoques, do Departamento de Energia dos EUA, divulgado ontem. A expectativa dos analistas era de uma queda maior, de 6,8 milhões de barris.

O estoque de gasolina no País caiu em 4,3 milhões de barris no período. O de outros destilados caiu em 800 mil barris. Para o estoque de gasolina, a expectativa era de uma queda menor, 3 milhões de barris. Para o de destilados, a queda esperada era maior, de 1,5 milhão de barris.

O mercado petrolífero passou por uma forte turbulência desde a semana passada, com a passagem do furacão Katrina pelo Golfo do México, afetando a produção doméstica de petróleo e gasolina dos EUA. Mais de 57% da produção de petróleo no golfo e mais de 40% da produção de gasolina ainda estavam interrompidas até o meio-dia de ontem, segundo o Serviço de Gerenciamento de Recursos Minerais dos EUA.

Na semana passada os preços começaram a recuar devido à decisão da IEA (sigla em inglês para Agência Internacional de Energia) de enviar até 60 milhões de barris das reservas estratégicas dos países-membros da agência para os EUA, a fim de atenuar o risco de escassez nos EUA.