O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta quinta-feira, 12, que o resultado das vendas no varejo, em julho, comprova que há uma recuperação do consumo no País. “Mostra que a queda da inflação está possibilitando que o consumidor tenha mais poder aquisitivo”, afirmou o ministro, ao chegar ao Ministério da Fazenda. “O crédito também está melhorando um pouquinho e isso reflete nas vendas a varejo, que foram muito boas”, completou.

Segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as vendas do comércio varejista restrito subiram 1,9% em julho ante junho, na série com ajuste sazonal.

O ministro, no entanto, não respondeu às perguntas dos jornalistas sobre uma possível alteração na meta de superávit primário. Segundo reportagem do Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, na avaliação de fontes graduadas do governo, a meta oficial de superávit primário das contas públicas de 2,3% do PIB é de difícil cumprimento devido ao ritmo da arrecadação. Internamente, os técnicos já avaliam que a prioridade do governo é economizar “pelo menos” 2% do PIB.