O número de postos de trabalho criados no Estado do Rio de Janeiro quase triplicou de janeiro a setembro deste ano, na comparação com igual período no ano passado. É o que mostrou hoje a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), ao divulgar a nota técnica sobre acompanhamento do mercado formal de trabalho fluminense. Segundo a Firjan, o número de empregos criados até setembro deste ano no Estado somou 149.247 postos, contra 55.316 postos de janeiro a setembro de 2009. Do total de novos postos criados este ano até setembro, 30.542 foram originados na indústria.

Para a Firjan, a geração de vagas no Rio seguiu o ritmo nacional. Somente no terceiro trimestre foram criadas 60.656 novas vagas no Rio. Em setembro, 21.649 novos postos foram criados no Estado. Entre os setores pesquisados, o setor de serviços continua mais intensivo em termos de trabalho e respondeu por 82.514 novos postos de trabalho em setembro deste ano. No terceiro trimestre, o setor de serviços respondeu 33.655 novos postos de trabalho. Em setembro, o setor foi responsável por 13.721 novos postos no Estado.

Em comunicado da Firjan, o chefe da Divisão de Estudos Econômicos da federação, Guilherme Mercês, disse esperar uma pequena queda nas contratações. “É um movimento típico de final de ano. Ainda assim, tanto para Brasil quanto para o Estado do Rio de Janeiro, o ano de 2010 deve firmar-se como o melhor da história em termos de geração de emprego, ratificando a recuperação do nível de atividade pós-crise”, afirmou.