Rubens Ghilardi, Ary Queiroz e Paulo Pimentel:
objetivo é o crescimento do Paraná.

O administrador e economista Rubens Ghilardi foi eleito e empossado ontem (19) pelo Conselho de Administração da Copel como novo diretor de planejamento e de distribuição. “Ajudar a reconstruir a Copel é um grande desafio, mas asseguro lealdade e trabalho para que o objetivo seja conquistado o mais rapidamente possível”, declarou Rubens Ghilardi.

Ghilardi tem 62 anos e construiu uma carreira de 28 anos na Copel, tendo exercido o cargo de diretor econômico-financeiro entre 1987 e 1993. Ele volta à empresa depois de dez anos, período em que prestou serviços à Escelsa, empresa de energia elétrica do Espírito Santo, à Itaipu Binacional e à Fundação Itaipu.

Ghilardi lembrou que participou da lutas pela preservação do controle da Copel pelo governo estadual e prometeu empenho para corresponder à confiança nele depositada pelo governador Roberto Requião e pelo Conselho de Administração.

“A diretoria e os empregados da Companhia trabalham num ambiente de companheirismo e solidariedade, com transparência e em equipe. E o objetivo é um só: o crescimento do Paraná”, observou o presidente da Copel, Paulo Pimentel. “Pelo que fizeram com esta empresa no passado recente, temos muitos problemas a enfrentar. Mas com o apoio que temos recebido do governador Roberto Requião, não vejo como duvidar de que nós vamos recuperar a Copel, transformá-la numa empresa ainda melhor do que ela já conseguiu ser um dia, e fazer dela o braço forte de que o Paraná precisa para seus projetos de desenvolvimento”, concluiu.