Brasília (AE) – As estimativas para a safra de grãos 2003/04 vêm caindo, mas a atual, que está sendo plantada, poderá ser recorde. O novo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a safra que está sendo colhida indica produção de 119,3 milhões de toneladas de grãos e algodão. Em junho, a perspectiva era de colheita de 119,415 milhões de toneladas. Este levantamento, o sexto para o ano-safra, é 3,14% menor que o da safra 2002/03, quando a produção total foi de 123,168 milhões de toneladas.

O clima adverso nas regiões produtoras e a ferrugem da soja fizeram a Conab reduzir suas projeções. Em outubro, quando foi divulgada a primeira estimativa de intenção de plantio, a expectativa era de colheita entre 124,417 milhões e 127,741 milhões de toneladas. Apesar dos números ruins da safra passada, o presidente da Conab, Luís Carlos Guedes Pinto, estimou que a área plantada na safra 2004/05 deve crescer entre 1 milhão e 1,5 milhão de hectares. Em condições climáticas ideais, a produção deve superar 130 milhões de toneladas. Guedes Pinto divulgou a perspectiva considerando as vendas de máquinas agrícolas e fertilizantes no período de janeiro a junho. De acordo com o presidente da estatal, nos seis primeiros meses do ano foram comercializados 8,122 milhões de toneladas de fertilizantes, contra 7,812 milhões em igual período do ano passado. As vendas de máquinas agrícolas somaram, no acumulado do período, 33.561 unidades, contra 26.948 unidades em igual período do ano passado.