As sanções impostas contra os russos não devem ter “nenhuma influência” na construção do projeto de gasoduto South Stream, que ligará a Rússia à Europa sob o Mar Negro, disse o executivo-chefe da companhia de gás e petróleo austríaca OMV, Gerhard Roiss, à revista Profil, cuja próxima edição sairá na semana que vem.

Roiss afirmou à publicação que a União Europeia (UE) “atiraria no próprio pé se impedisse a construção.” A Gazprom, monopólio de gás natural na Rússia, está se preparando para construir um gasoduto subterrâneo que ligará as reservas de gás da Sibéria diretamente a Baumgarten, na Áustria, cortando a Ucrânia como país de trânsito.

Em junho, a Gazprom e a OMV assinaram um acordo para construção dos 50 quilômetros restantes do gasoduto. Fonte: Dow Jones Newswires.