A fabricante de caminhões sueca Scania afirmou hoje que está estudando com a alemã MAN diferentes projetos no setor industrial relacionados a veículos comerciais, que poderão tornar possível para as duas companhias se beneficiarem por meio de sinergias em pesquisa e desenvolvimento, fabricação e fornecimento.

“Esse processo demonstrou que uma plena realização das potenciais sinergias exige uma cooperação mais estreita pela combinação das duas empresas, mantendo os valores originais da marca de cada uma das companhias”, disse a Scania, em comunicado.

Segundo a companhia sueca, nenhuma decisão foi tomada nessa fase. “Há uma série de questões pendentes de natureza comercial e jurídica”, disse a Scania, acrescentando que uma decisão só poderá ser tomada quando estas questões forem resolvidas.

O sindicato dos metalúrgicos alemão IG Metall rejeitou a ideia de uma fusão entre as duas companhias. “Não há nenhum problema com uma cooperação mais estreita, mas rejeitamos, claramente, uma aquisição da MAN pela Scania”, afirmou Juergen Wechsler, diretor do sindicato da região da Baviera, numa declaração à imprensa. As informações são da Dow Jones.