A Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae) do Ministério da Fazenda publicou parecer hoje recomendando a aprovação da fusão entre a Perdigão e a Sadia pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O parecer da Seae recomenda, no entanto, que a operação sofra restrições.

Antes de ser apreciado pelo Cade, o ato de concentração entre as duas empresas deve receber ainda parecer da Secretaria de Direito Econômico (SDE), do Ministério da Justiça. As informações foram divulgadas no início da noite por meio de nota à imprensa.