A Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária iniciou quinta-feira (2) a segunda turma do curso de capacitação para agentes de desenvolvimento social do projeto Crescer, realizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, em parceria com Governo do Paraná e Caixa Econômica Federal. Na abertura da atividade, o secretário de Estado do Trabalho, Luiz Claúdio Romanelli apresentou aos mais de 60 agentes participantes os principais desafios do Governo do Paraná na geração de emprego e renda.

O projeto Crescer é uma linha de crédito para capital de giro e investimento fixo, destinado a empreendedores formais e informais, com faturamento anual de até R$ 120 mil, que busca incentivar as atividades produtivas e a geração de emprego e renda. “Nosso desafio é criar oportunidades às pessoas para que ajudem no desenvolvimento do Estado, por meio da geração de emprego e renda. Isso não é assistencialismo ou paternalismo, é um instrumento de política pública”, disse Romanelli.

O gerente de Programas Sociais da Caixa no Paraná, Marcos Almeida, acrescenta que, ao fim do curso, os participantes atuarão como agentes de Microcrédito Produtivo Orientado, no contexto do Programa Crescer do Governo Federal e de acordo com a estratégia e diretrizes da Caixa para o PAM/PR. “Todas as Agências do Trabalhador do Paraná estarão aptas a oferecer este serviço, que oferece linha de crédito específica para o empreendedor paranaense”, afirmou.

Para ter acesso ao crédito, os empreendedores devem cumprir requisitos básicos, como ser maior de 18 anos ou emancipado; não possuir restrições cadastrais e possuir conta corrente na Caixa. Podem ser financiados valores entre R$ 300,00 e R$ 15 mil, com prazo de pagamento entre quatro meses e dois anos. A taxa de juros é de 0,64%/mês.

Para o secretário Romanelli, o projeto Crescer facilita aos empreendedores a formalização da atividade profissional, garantindo melhoria de renda ao trabalhador paranaense. “Além de facilitar o acesso ao crédito, o empreendedor ou microempresário não encontra dificuldade para saldar o financiamento”, acrescenta.

E conclui: “Se um empreendedor obtiver uma linha de crédito no valor de R$ 1 mil, com prazo de pagamento em um ano, ele pagará parcelas mensais de apenas R$ 86,95. E, além disso, este valor estará disponível para quem tem renda mensal de R$ 289,84”.

O Programa Crescer está disponível em todas as Agências do Trabalhador, nos 399 municípios paranaenses.