Foto: Aliocha Maurício

Caixa Econômica Federal: segue paralisação dos funcionários.

Funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF) entram hoje no terceiro dia de greve em Curitiba. Em assembléia realizada ontem no final da tarde, 272 bancários da Caixa aprovaram, por unanimidade, pela continuidade da paralisação. Hoje a categoria realiza, a partir do meio-dia, protesto na Praça Carlos Gomes, em frente à sede administrativa do banco na capital.

?Todas as 37 agências da Caixa em Curitiba estão fechadas, e a tendência é que a adesão aumente ainda mais em todo o Estado?, afirmou a presidente do Sindicato dos Bancários da Grande Curitiba, Marisa Stédile.

Conforme levantamento do sindicato, dos 11 municípios da Região Metropolitana de Curitiba, apenas na Lapa não houve greve ontem. A estimativa é que 2.437 funcionários da Caixa aderiram à greve na Grande Curitiba. No interior, a paralisação atingiu agências de Apucarana, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Londrina, Paranavaí, Toledo, entre outros municípios. A estimativa é que cerca de 3,5 mil bancários da Caixa pararam em todo o Estado no segundo dia de greve.

Ontem, houve nova reunião entre bancários e representantes da Caixa Econômica Federal, mas segundo Marisa Stédile não houve avanço nas negociações. Além da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) proposta pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), funcionários da Caixa reivindicam mais uma PLR linear, além da criação de um novo Plano de Cargos e Salários e isonomia para os funcionários que entraram no banco por concurso público depois de 1988. A Caixa acatou a proposta de reajuste salarial apresentada pela Fenaban, mas não atendeu reivindicações como a isonomia.

Clientes

Para quem precisa usar os serviços da Caixa, como pagamento de contas ou saques, o banco orienta os clientes a procurar o auto-atendimento ou casas lotéricas credenciadas. Já o desconto de cheques ou duplicatas ou serviços que necessitem de análise cadastral e de risco – como crédito e financiamento habitacional – podem ser realizados apenas nas agências.