O Senado dos EUA aprovou, com 60 votos a favor e 39 contra, o projeto de reforma regulatória do sistema financeiro do país.

A legislação deve ser sancionada pelo presidente norte-americano, Barack Obama, na próxima semana.

Os democratas precisaram do apoio de alguns republicanos para aprovar o projeto de lei, que altera desde a dinâmica dos negócios com cartões de débito até as negociações com derivativos e deve afetar principalmente grandes bancos, como o JPMorgan Chase, o Goldman Sachs e o Bank of America.