A economia brasileira registrou queda de 0,2% em maio deste ano em relação a abril, informou hoje a Serasa Experian, empresa especializada em análise de crédito. O resultado, que já está livre das influências sazonais, representa a segunda queda mensal seguida da atividade econômica. Em abril, o indicador havia registrado recuo de 0,1% em relação a março, em dado revisado.

Com o resultado de hoje, a taxa de expansão trimestral da economia caiu de 2,4% nos três meses encerrados em abril para 1,9% no trimestre que vai até maio. De acordo com os técnicos da Serasa Experian, o recuo confirma o processo de desaceleração do crescimento da economia no segundo trimestre de 2010.

“A retirada dos estímulos fiscais à aquisição de veículos e outros bens duráveis provocou antecipação de consumo e produção para o primeiro trimestre de 2010, sendo, portanto, natural observar-se um ritmo menor de expansão da atividade ao longo do segundo trimestre”, registraram os economistas da Serasa Experian em comunicado. “Além disso, as turbulências externas provenientes dos países europeus e o início do ciclo de aperto monetário contribuíram, ainda que em menor escala, para o esfriamento da economia no segundo trimestre de 2010.”

Entre os setores, a indústria foi a responsável direta pela baixa da atividade econômica em maio, ao registrar recuo de 0,1% em relação a abril. O setor agropecuário apresentou alta de 0,3% em maio ante abril, enquanto o de serviços teve aumento de 0,2%. Pelo lado da demanda, o consumo das famílias subiu 0,1% e o consumo do governo ficou estável no mesmo período. Os investimentos (Formação Bruta de Capital Fixo) subiram 3,6%, as exportações de bens e serviços avançaram 1,0% e as importações recuaram 3,1%.

Acumulado do ano

Na comparação com maio do ano passado, houve crescimento de 8,1% na atividade econômica em maio deste ano. Nos cinco primeiros meses de 2010, o crescimento acumulado é de 8,7%, ante o mesmo período de 2009. Nos 12 meses encerrados em maio, o crescimento da economia foi de 4,2%. O Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica utiliza técnicas estatísticas de desagregação temporal para obtenção de resultados mensais sobre o crescimento da economia brasileira.