Depois de fechar um acordo com a montadora Renault, que suspende os contratos de trabalho de aproximadamente 4,5 mil trabalhadores por cinco meses, o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (Simec) acompanha agora os passos a serem dados pela montadora Volkswagen.

A empresa havia anunciado folgas das suas equipes de produção às segundas e sextas-feiras como forma de evitar demissões, mas até ontem, segundo o Simec, não tinha ocorrido a convocação das folgas para os trabalhadores.

Segundo o presidente do Simec, Sergio Butka, o momento é delicado, mas se for confirmada a produção normalmente, será um bom indício. “Havia sido feito um pré-acordo para essas folgas, mas pode significar um aumento nos pedidos de veículos e dessa maneira não haveria necessidade, o que seria uma boa notícia para a categoria”, disse.