Em nota divulgada na manhã desta quinta-feira, 22, o Operador Nacional do Sistema (ONS) informou que processo de recomposição do Sistema Integrado Nacional (SIN) foi concluído na quarta-feira, 21, às 21 horas. No momento, o sistema opera normalmente.

De acordo com o ONS, a Bahia e o Ceará foram os últimos Estados a serem religados, às 21 horas, mais de quatro horas após a interrupção. Na região Norte, o corte na energia durou cerca de uma hora. Tocantins foi o último Estado religado nessa região, às 17h50.

Todas as regiões tiveram pelo menos alguns subsistemas afetados, mas Sul, Sudeste e Centro-Oeste foram normalizados em 20 minutos. No total, a perturbação, provocada por uma falha no disjuntor da Subestação Xingu, responsável pelo escoamento da energia produzida por Belo Monte, causou um desligamento total no SIN da ordem de 19.760 MW, correspondendo a 25% da carga no momento.

Segundo a ONS, as informações relativas ao incidente já estão sendo processadas. A reunião com empresas envolvidas para a elaboração do Relatório de Análise da Perturbação será na segunda-feira, 26 de março, na sede do ONS, no Rio de Janeiro.