A agropecuária foi o único setor sob a ótica da produção com alta no primeiro trimestre deste ano na comparação com os últimos três meses de 2014, sob influência de uma safra relevante da soja, informou nesta sexta-feira, 29, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O aumento do setor foi de 4,7%, enquanto a indústria teve queda de 0,3% no mesmo período, enquanto serviços recuou 0,7%. “A soja teve uma safra relevante no primeiro trimestre deste ano, com ganho de produtividade e uma boa expectativa para este ano”, afirmou a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis.

De acordo com a coordenadora do IBGE, os produtos que devem ter influência positiva no setor de agropecuária neste ano são a soja, arroz, mandioca e fumo, que devem provocar aumento de produção da lavoura.

“O grande destaque é a soja porque, além de ser a lavoura com maior peso na economia brasileira, tem expectativa de crescimento da quantidade produzida em 10,6% e na área plantada (4,7%), o que se traduz em aumento de produtividade”.

A colheita da soja é concentrada no primeiro e segundo trimestres do ano. Rebeca destacou ainda que o setor de agropecuária puxou para cima o resultado do PIB no primeiro trimestre do ano na comparação anual, com aumento de 4%.

Na outra ponta, o milho deve ter queda de 3,1% na quantidade produzida e retração de 1,9% na área plantada.

O IBGE anunciou hoje que o PIB brasileiro recuou 0,2% no primeiro trimestre deste ano em relação ao quarto trimestre de 2014. Na comparação com o primeiro trimestre de 2014, o PIB caiu 1,6%. Com o dado divulgado hoje, o PIB acumula queda de 0,9% em 12 meses até o primeiro trimestre de 2015. Ainda segundo IBGE, o PIB do primeiro trimestre do ano totalizou R$ 1,4 trilhão.