O Estado de São Paulo foi a unidade da Federação que registrou o maior saldo de contratações em julho, com a criação de 62.497 vagas formais no mês, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho. O resultado foi o terceiro melhor para julho desde 1992, quando se inicia a série histórica do Caged, ficando atrás apenas dos desempenhos obtidos em 2004 e 2008.

A variação representou um aumento de 0,55% no total de assalariados com carteira assinada de junho. O setor de serviços foi o que criou mais vagas no Estado no mês passado, com 24.266 postos, à frente da indústria de transformação (13.919) e do comércio (10.626). De janeiro a julho deste ano, o Estado de São Paulo acumula a criação de 608.240 vagas formais, o segundo melhor resultado da série histórica, atrás de 2008.