Os 30 bancos consultados para a elaboração da Pesquisa Febraban de Projeções Macroeconômicas e Expectativas de Mercado de janeiro preveem um superávit primário do setor público consolidado de 2,8% do Produto Interno Bruto (PIB) no fechamento deste ano. Para 2013, a projeção é também de um resultado fiscal de 2,8% do PIB. Na pesquisa de dezembro, as previsões dos bancos consultados eram de um primário do setor público consolidado de 2,7% para 2012.

A dívida líquida do governo brasileiro, também na proporção do PIB, deverá encerrar 2012 em 36,9%, e 2013, em 35,8%. Na pesquisa de dezembro as previsões eram de uma dívida de 38% na proporção do PIB em 2012. (Francisco Carlos de Assis)

Estados Unidos

A economia norte-americana deverá encerrar este ano com crescimento de 2,2%, segundo a pesquisa. Para 2013, a mediana das expectativas dos bancos aponta para uma expansão de 2,4% do PIB nos EUA.

Já a inflação ao consumidor norte-americano medida pelo CPI deverá encerrar 2012 em 2%, de acordo com os bancos pesquisados. Para o próximo ano, a previsão é também de uma inflação de 2% no varejo norte-americano.

A taxa básica de juros dos EUA, medida pelos Fed Funds, deverá encerrar este ano em 0,25%. Em 2012, a projeção é de que a taxa de juros nos EUA feche em 0,40%.