A taxa de ocupação do brasileiro registrou nomes de maio segunda queda anual, para 53,8%, dos 54,2% registrados em maio do ano passado, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 20, pela Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar dessa queda, o gerente da pesquisa do instituto, Cimar Azevedo, lembra que a media da taxa de ocupação nos primeiros cinco meses de 2013 ainda é ligeiramente maior do que a apurado no igual período do ano passado.

“A média ainda não está menor, mas já está trabalhando em um ritmo menor”, afirmou. Segundo ele, o mercado de trabalho vem perdendo força, com uma desaceleração no aumento do número de postos de trabalho. “Esse não é um dado positivo”, disse. Para Azevedo, a abertura de vagas no País não tem conseguido crescer no mesmo ritmo do crescimento da população.