Pelo sétimo mês consecutivo, a Região Metropolitana de Curitiba apresenta a menor taxa de desemprego para um mês de referência, desde 2003. Mais uma vez, a taxa de 4,5%, registrada em agosto, também é a menor entre as capitais brasileiras pesquisadas. Os dados são da Pesquisa Mensal de Emprego, realizada pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) e divulgados nesta quarta-feira (28).

As outras seis Regiões Metropolitanas, pesquisadas pelo IBGE com a mesma metodologia, apresentaram as seguintes taxas de desemprego: Porto Alegre (4,6%), Belo Horizonte (5,2%), Rio de Janeiro (5,7%), São Paulo (6,8%), Recife (9,0%) e Salvador (11,7%).

O rendimento dos trabalhadores, em todas as posições, teve ganhos reais em um ano (agosto/2010 frente agosto/2009). O rendimento médio dos ocupados foi de R$ 1.583,20 com ganho de 7,5%. Os funcionários públicos tiveram acréscimo de 12,8% com rendimento médio de R$ 2.494,00. No setor privado, com carteira, a média foi de R$ 1.356,40 (mais 5,4%); sem carteira, a média foi de R$ 1.000,00 (ganho de 16,4%); para trabalhadores por conta própria o rendimento médio era de R$ 1.425,20 (subiu 1,3%).

De acordo com o coordenador da pesquisa, o economista do Ipardes, Marcelo Antonio, neste mês de agosto a PME apresentou uma situação atípica: os trabalhadores sem carteira tiveram maior aumento nos rendimentos em comparação àqueles com carteira.

“Acredito que houve uma migração de trabalhadores sem carteira para o mercado formal em função do grande número de vagas ofertadas, no entanto, com salários de admissão mais baixos. Acabaram permanecendo no mercado informal os trabalhadores com rendimentos maiores, cuja migração acabaria não compensando”, analisou Marcelo Antonio.

A massa real de rendimentos aumentou em R$ 67 milhões de junho para julho. O número de pessoas ocupadas foi estimado em 1,529 milhão com acréscimo de 75 mil pessoas em um ano. Chamou a atenção o aumento no número de empregadores: 19% frente a julho e 37% na comparação com agosto do ano passado.

Para realizar a PME, o Ipardes visita cinco mil domicílios por mês na Região Metropolitana de Curitiba, abrangendo 25 municípios. Informações mais completas podem ser obtidas no site www.ipardes.gov.br.