A Telecom Italia negou uma reportagem que indicava que a companhia pretendia vender a sua participação na Tim Participações por 9 bilhões de euros (US$ 12 bilhões).

Na quarta-feira, a Bloomberg informou que a maior companhia de telecomunicações da Itália estava considerando vender os seus ativos no Brasil, em um movimento para pagar parte de sua dívida avaliada em 29 bilhões de euros. A reportagem, porém, informava que nenhuma decisão havia sido tomada.

Em um comunicado, a Telecom Italia negou as especulações. “No que diz respeito a certos rumores relatados pela imprensa hoje (9), a Telecom Italia esclarece que não há nenhum processo formal ou informal em curso para a alienação de sua participação na TIM Participações”.

Na terça-feira, a Moody’s atribuiu ao rating da Telecom Italia o grau especulativo, em um movimento que era amplamente esperado. A agência de classificação de risco disse que o rebaixamento para Ba1 foi determinado pela saída do presidente-executivo da companhia, Franco Bernabe, que “aumentou as incertezas sobre a capacidade da empresa em fortalecer suficientemente o seu balanço para mitigar a tendência de queda em suas receitas domésticas e do lucro operacional”. Fonte: Dow Jones Newswires.