O prédio onde ficava o escritório do Citigroup em Porto Príncipe, capital do Haiti, foi destruído pelo terremoto de ontem e a companhia ainda está tentando contatar todos os seus funcionários locais, informa o Wall Street Journal. O Citigroup ocupava um prédio de três andares na cidade e tinha mais de 40 empregados.

Os funcionários do banco norte-americano em Porto Príncipe trabalham principalmente para a unidade Global Transaction Services da companhia, que ajuda empresas, governos e outras organizações a movimentarem dinheiro pelo mundo. Alguns dos empregados também trabalham em uma filial do Citigroup na capital do Haiti.

Em um memorando enviado aos funcionários, o executivo-chefe do Citigroup, Vikram Pandit, afirmou que o terremoto “causou danos extensos aos prédios de Porto Príncipe, incluindo o de três andares do Citi”. “Nossa maior prioridade é garantir que nossos colegas estejam seguros e estamos fazendo tudo que podemos para conseguir isso o mais rápido possível”, acrescentou.

Segundo o memorando, uma equipe do Citigroup foi enviada para Porto Príncipe com equipamentos médicos, suprimentos humanitários e telefones que funcionam por satélite. Pandit disse que a companhia conseguiu fazer contato com Gladys Coupet, principal executiva do banco no Haiti, que quebrou uma perna, mas está a salvo. “Gladys nos forneceu um relato antecipado e esperamos ter uma atualização mais detalhada sobre a nossa equipe em Porto Príncipe em breve”, disse Pandit no memorando. As informações são da Dow Jones.