O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, comemorou a nomeação do diretor da instituição, Luiz Awazu Pereira da Silva, para o segundo posto mais importante do Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês). “A relevância do cargo para a comunidade de bancos centrais e o ineditismo de ser o Luiz o primeiro representante de país emergente a assumir posto dessa envergadura nos enche de orgulho e proporciona ao país oportunidade ímpar de aprofundar com qualidade sua inserção na arquitetura financeira internacional”, disse Tombini por meio da assessoria de imprensa do BC.

Awazu assume a nova função a partir de 1º de outubro, com mandato para o período de 2015 a 2020. Até lá, Awazu permanece na diretoria do BC. Ele se tornou diretor da autoridade monetária em abril de 2010. Há apenas um mês, no entanto, ele foi nomeado diretor de Política Econômica no lugar de Carlos Hamilton de Araújo, que pediu exoneração. Conforme apurou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, o substituto de Awazu será anunciado no terceiro trimestre deste ano.

“A indicação de Luiz Awazu Pereira da Silva para ocupar, a partir de 1º de outubro de 2015, a posição de Vice-Gerente Geral do Banco de Compensações Internacionais (BIS) é motivo de satisfação para o Banco Central do Brasil”, enfatizou Tombini.