Rio – Episódios como a guerra de traficantes na Rocinha influem para o esvaziamento econômico do Rio de Janeiro, principalmente ao afastar turistas e o seu poder de compra, e este, por sua vez, aumenta o desemprego e os crimes, em um círculo vicioso. A constatação é do presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), o ex-ministro da Economia Marcílio Marques Moreira, deu o tom ao encontro do deputado federal Jorge Bittar (PT-RJ), candidato a prefeito da cidade, com empresários na entidade, ontem de manhã. Bittar, que havia sido convidado para falar sobre os investimentos federais no Rio, concordou com o raciocínio do ex-ministro sobre a influência negativa da violência na economia e vice-versa, observando que “é visível o crescimento da favelização e da indigência”. No entanto, declarou acreditar que é possível quebrar esse círculo vicioso.