A União Europeia elevou a sua projeção de crescimento econômico para a Alemanha em 2015, para 1,9%, de 1,5% na estimativa anterior. Para 2016, a previsão é de expansão de 2,0%, sem alterações em relação à expectativa passada.

Com isso, os economistas da UE se mostram mais otimistas com a Alemanha do que o próprio ministério de Finanças do país, que projeta avanço de 1,8% para este ano e o próximo.

As previsões para as taxas anuais de inflação ao consumidor também foram elevadas, de 0,1% para 0,3% em 2015, e de 1,6% para 1,8% em 2016. “O efeito do amortecimento do preços causado pela baixa do petróleo deve desaparecer até o ano que vem”, disseram os analistas da UE.

Além disso, o porcentual da dívida bruta alemã em relação ao PIB deve cair para 68,2% em 2016, de 74,7% em 2014. A queda, se confirmada, será uma boa notícia para as autoridades alemãs, que se comprometeram em obter um nível abaixo de 70% do PIB até 2016. Fonte: Dow Jones Newswires.