A Comissão Europeia pretende estabelecer um pacote de medidas destinadas a limitar os salários de gestores de todos os setores até o fim do ano, de acordo com uma entrevista do comissário para o Mercado Interno da União Europeia, Michel Barnier, que será publicada no jornal Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung. “Os acionistas precisam decidir sobre as quantias salariais de todas as companhias com ações listadas em bolsas de valores na União Europeia, incluindo pagamentos excepcionais, chamados de “golden handshakes”, disse Barnier ao jornal.

Barnier também busca aumentar a transparência e regras de indenização, segundo o jornal. “Por exemplo, as informações sobre as remunerações dos membros do conselho executivo e gestores poderiam ser publicadas em um relatório anual”, disse o comissário na entrevista.

A proposta de limitar os salários dos gestores se segue a um acordo preliminar que impede que os bancos prometam bônus que ultrapassem o salário fixo, o qual todos os ministros das Finanças dos 27 países da União Europeia, exceto do Reino Unido, disseram no início desta semana que estavam prontos para apoiar. As informações são da Dow Jones.