O Uruguai assegurou o abastecimento de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para o inverno deste ano mediante um contrato de fornecimento com o Brasil, informou nesta sexta-feira (30) o vice-presidente da empresa petroleira estatal Ancap, Gérman Riet.

Nos últimos anos, estes contratos de importação vinham sendo feitos com a Argentina, mas a escassez de gás natural no país, que obrigou à diminuição do fornecimento do produto ao Chile, levou a Ancap a assinar um contrato com o Brasil, que irá fornecer o combustível em caso de falta no mercado interno, explicou Riet.

O Uruguai enfrentou no inverno passado uma escassez de GLP devido à demanda pelo frio intenso e à paralisação para manutenção da refinaria da Ancap em Montevidéu, levando o país a  importar o combustível.

A chamada "crise do gás" levou à demissão do então gerente-geral da empresa petrolífera, Sergio Latanzio.

"Agora a refinaria está funcionando e por isso a maior parte do abastecimento da demanda está coberta", sustentou Riet, que assegurou que nesse inverno a situação será diferente da do ano passado.

Em Montevidéu, a demanda por GLP nesta época do ano fica em torno de 15 mil botijões de 13 quilos por dia.