A inflação anual no Uruguai teve uma leve desaceleração em março, a 8,54%, de 8,89% em fevereiro, segundo divulgou nesta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatísticas (INE). O movimento se deve a uma moderação no aumento dos preços de alimentos e serviços turísticos.

No mês passado o banco central uruguaio manteve a taxa básica de juros em 9,25%, alertando que a inflação continua sendo uma dos principais riscos para a economia local. As informações são da Dow Jones.