O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é uma das grandes forças da economia brasileira, mas não deve ser usado com abuso, na opinião do CEO do BTG Pactual, André Esteves. “Estamos com o BNDES um pouquinho grande demais e isso cria uma atrofia no mercado de capitais”, ressaltou ele, em fórum de economia que acontece nesta terça-feira.

Há linhas de crédito, segundo Esteves, que podem ser ofertadas pelos mercado de capitais ao invés de utilizar o BNDES, como o capital de giro, por exemplo. Ele destacou que há um mercado para captações de recursos para até dez anos razoavelmente líquido e eficiente no Brasil.

Além disso, Esteves ressaltou que o custo do crédito corporativo não é mais um problema no Brasil. “O custo de captação no Brasil é baixo e está no padrão internacional. O spread (diferença de quanto o banco paga para captar e o quanto cobra para emprestar) no Brasil para empresas de médio porte para cima é o mesmo dos EUA e também da Ásia”, avaliou o CEO do BTG.

Esteves também disse que a inflação e o aumento de juros devem ser encarados com normalidade uma vez que no passado esses indicadores foram sim um problema. Ele voltou a cobrar a necessidade de se investir em educação, infraestrutura e também a realização de uma reforma tributária.