A oferta de US$ 101 por ação feita pela mineradora anglo-australiana Rio Tinto para comprar a totalidade das ações da canadense Alcan superou uma proposta que havia sido apresentada pela brasileira Companhia Vale do Rio Doce, que avaliava a companhia de alumínio canadense em "bem mais" que US$ 90 por ação, informou o jornal canadense The Globe and Mail.

O lance total da Rio Tinto, de US$ 38,1 bilhões, em dinheiro, superou a oferta não consensual de US$ 27 bilhões anunciada pela norte-americana Alcoa em abril. Citando documentos encaminhados ontem aos agentes reguladores, o jornal afirma que a Alcan manteve negociações com seis possíveis compradores durante um período de mais de dois meses antes de aceitar a proposta da Rio Tinto.

Ontem, a Rio Tinto deu início formal à sua oferta pela Alcan, que ficará aberta para aceitação dos acionistas até 24 de setembro. As informações são da Dow Jones.