Mais de 13 milhões de pessoas estão desempregadas no Brasil. Com a crise, a oferta de vagas é menor e a disputa fica extremamente acirrada.

Além da qualificação, é vital fazer uma boa entrevista para conseguir a vaga. É nela que o empregador decide se você tem o perfil para o trabalho. Listamos sete respostas que costumam derrubar candidatos potenciais. Leia com atenção e conquiste a sua vaga:

 

“AHAM”, “SIM”, “NÃO”, “É”, “TALVEZ”

Respostas monossilábicas transmitem antipatia e podem indicar que você não gostaria de estar naquela entrevista, de acordo com o estudo feito pela empresa Catho

TENHO FLEXIBILIDADE DE HORÁRIO, MAS DEPENDE DO SALÁRIO”

Espere primeiro os recrutadores falarem de dinheiro e benefícios. O assunto é delicado e pode te prejudicar. Também não coloque condições

“TIPO ASSIM, MEU, TÔ MUITO AFIM DESSE EMPREGO”

Guarde as gírias para os seus amigos ou redes sociais. Na hora de tentar uma vaga de trabalho, é melhor falar o português formal

FALAR MUITO “TECNIQUÊS”

Usar muitas expressões e termos específicos também vai afastar o emprego. Guarde os termos técnicos para a entrevista com o seu gestor, por exemplo. Saber se adaptar às diferentes etapas do processo seletivo é uma jogada inteligente

“EU DEVO SER CONTRATADO, POIS ESTOU HÁ MAIS DE UM ANO DESEMPREGADO E PRECISO MUITO DE UM EMPREGO”

Não é hora de desabafar nem de demonstrar desespero. Foque nas suas qualidades e na sua força de vontade

“DAQUI A CINCO ANOS, EU ESPERO TER GANHADO NA LOTERIA PARA VIVER DE RENDA”

Se for piada, pode ser que os entrevistadores não encarem a gracinha com bons olhos. Bom humor tem de andar de mãos dadas com o bom senso. Se for verdade, o RH vai achar que esse emprego não é o seu objetivo real

“EU NÃO GOSTO DE TRABALHAR EM EQUIPE, MAS PRECISA, NÉ?”

A sinceridade é importante, mas não pode ser um tiro no pé. Além disso, se você realmente não gosta de trabalhar em equipe, é indicado desenvolver esse ponto fraco. Você quer o emprego ou não?