As vendas de autos e comerciais leves somaram 222.496 unidades em fevereiro, representando quedas de 5,65% sobre as 235.820 unidades emplacadas em igual mês do ano passado e de 25% sobre total de 296.842 veículos de janeiro, informou há pouco a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No acumulado de 2013 até fevereiro, foram comercializadas 519.338 unidades de autos e comerciais leves, com alta de 6,32% sobre o acumulado de janeiro a fevereiro de 2012, quando haviam sido emplacados 488.459 veículos.

Em fevereiro deste ano, as vendas de caminhões e ônibus atingiram 12.606 unidades, quedas de 13,68% em relação a janeiro e de 7,67% sobre fevereiro de 2012. No acumulado de 2013, as vendas desses veículos atingiram 27.209 unidades, queda de 6,98% sobre as 29.251 unidades de igual período de 2012.

Se forem somados motocicletas, implementos rodoviários, máquinas agrícolas e outros veículos emplacados, o total de veículos comercializados em fevereiro de 2013 chegou a 348.778 unidades, baixas de 22,62% sobre as 450.760 unidades de janeiro e de 11,75% sobre os 395.207 veículos de fevereiro de 2012. No acumulado de 2013, os emplacamentos totais de veículos somaram 799.538 unidades, 2,03% inferiores na comparação com as 816.087 unidades de igual período de 2012.

2013

A Fenabrave reduziu a estimativa de alta nas vendas de autos e comerciais leves em 2013 sobre 2012, de 3% para 2,6%, ou de 3,743 milhões para 3,729 milhões de veículos. As vendas de caminhões, por sua vez, devem crescer 15% (158.385 unidades), ante uma primeira previsão de alta de 16%. A Fenabrave revisou ainda para cima a previsão de crescimento nas vendas de motocicletas de 1,3% para 3,7% entre 2012 e 2013, para 1,698 milhão de veículos.