A indústria automotiva reverteu a queda registrada em julho e encerrou agosto com a venda de 151,7 mil veículos para o mercado interno. Foi o melhor resultado mensal de todo o ano de 2005. O desempenho de agosto representou um aumento de 9,3% em relação a julho, segundo balanço divulgado ontem, pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Na comparação com agosto do ano passado, o aumento nas vendas foi de 16,5%. Em julho deste ano, as montadoras haviam registrado queda nas vendas de 6,6%, com a comercialização de 138,7 mil unidades.

No acumulado de janeiro a agosto, foram comercializados 1,090 milhão de veículos para o mercado interno, um acréscimo de 10,4% frente a igual período de 2004.

O resultado de agosto, segundo analistas do setor, é reflexo do esforço de vendas das montadoras e da rede varejista, que realizaram uma série de promoções envolvendo preços e prazos maiores de pagamento.

Além disso, as montadoras estão investindo no lançamento de novas motorizações, principalmente de bicombustíveis (flex fuel). Numa outra frente, as empresas do setor estão reforçando a estratégia de lançamento de produtos.

A Fiat, por exemplo, anunciou no final de agosto o lançamento do Idea, a primeira minivan a ser fabricada pela montadora no Brasil. O veículo chegará ao consumidor brasileiro na primeira quinzena de setembro custando a partir de R$ 38.620 na versão flex fuel com motor 1.4.

A montadora espera encerrar o ano com uma venda mensal de 2.000 unidades do Idea. Se a meta for atingida, a Fiat terá 30% do mercado de minivans em 2006.