As vendas do varejo de material de construção ficaram estáveis em setembro na comparação com agosto, informou hoje a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco). Em relação a setembro do ano passado, houve alta de 1,5%. No acumulado de janeiro a setembro, a expansão foi de 10,6% na comparação com o mesmo período de 2009. Nos 12 meses encerrados em setembro, o crescimento acumulado foi de 9,5%.

A sondagem realizada pela Anamaco, em parceira com o Ibope Inteligência, aponta ainda que o volume vendido de aço, fios, cabos e tinta aumentou 2% em cada segmento, enquanto o de tubos, conexões e argamassas caiu 4% e 3,5%, respectivamente. As vendas dos demais segmentos ficaram estáveis.

Em nota, o presidente da Anamaco, Claudio Conz, informou que o desempenho das vendas de outubro deve ser influenciado pela proximidade do fim das alíquotas reduzidas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), previsto para 31 de dezembro. A Anamaco projeta crescimento de 11% ante o recorde de faturamento de R$ 45,04 bilhões registrado em 2009.