A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) informou hoje que os emplacamentos do setor automotivo – automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos, implementos rodoviários e outros veículos como carretinhas de transporte de jet sky – caíram 3,07%, diminuindo de 478.311 unidades em setembro para 463.645 unidades em outubro.

No acumulado de janeiro a outubro deste ano, o setor registra crescimento de 9,11% na comparação com o verificado em igual período de 2009, para 4.352.566 unidades. A entidade afirma que a queda de setembro para outubro foi motivada pela menor quantidade de dias úteis. Setembro teve 21 dias úteis, enquanto outubro foram 20. “O resultado dos primeiros dez meses do ano mostra a tendência de crescimento do setor”, afirmou Sergio Reze, presidente da Fenabrave, em comunicado enviado à imprensa.

Na nota, a Fenabrave destacou a evolução do segmento de caminhões, que registrou um aumento de 47,2% nos dez primeiros meses de 2010, ante igual período do ano passado, para 125.572 caminhões comercializados. De setembro para outubro, o segmento também apresentou evolução, de 2,04%, para 13.503 unidades negociadas.

Já o destaque negativo ficou por conta do segmento de ônibus, que registrou queda de 13,87% entre setembro e outubro deste ano, com a comercialização de 2.068 unidades no último mês. No acumulado de 2010, as vendas de ônibus evoluíram 26,91% comparado a igual período de 2009, passando de 18.105 para 22.977 unidades.

Motocicletas

O segmento de motos também teve um fraco desempenho em outubro, quando foram vendidas 149.905 unidades, 6,55% abaixo do apurado um mês antes. De janeiro a outubro, o volume de vendas de motos aumentou 9,80% na comparação com o acumulado de 2009, para 1.447.950 unidades.

Os emplacamentos de automóveis e comerciais leves registraram alta 6,57% no acumulado de dez meses, saltando de 2.492.807 unidades para 2.656.461 unidades. De setembro para outubro, os emplacamentos dos dois segmentos recuaram 1,33%, totalizando 287.537 unidades.

O segmento de implementos rodoviários apresentou crescimento de 30,92% comparando o resultado de janeiro a outubro de 2010 com o mesmo período de 2009, passando de 35.444 unidades para 46.405 unidades. Comparando o desempenho do mês passado com o de setembro, o setor cresceu 0,67%, passando de 4.798 unidades para 4.830 unidades.