O Paraná fechou o ano de 2004 com um dos melhores resultados do País nas vendas do comércio. Segundo dados do IBGE divulgados nessa quinta-feira (17), a taxa de crescimento de dezembro no Estado foi de 15,32%. A média nacional foi calculada em 11,43%.

O levantamento aponta que o volume de vendas cresceu em 25 das 27 unidades da federação. As maiores taxas foram verificadas no Mato Grosso (21,35%), Mato Grosso do Sul (15,91%) e Paraná. Logo depois, aparecem Espírito Santo (15,26%) e Pernambuco (15,21%).

Já as maiores influências no desempenho mensal do varejo vieram de São Paulo (11,36%), Rio de Janeiro (7,81%), Paraná (15,32%), Minas Gerais (10,60%), Rio Grande do Sul (10,25%) e Santa Catarina (12,13%). Houve quedas em Roraima (-9,87%) e no Acre (-9,69%)

Setores – Das cinco atividades pesquisadas com resultados a partir de 2000, todas assinalaram crescimento no País na relação dezembro de 2004 com igual mês do ano anterior. O setor com o melhor desempenho foi o de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (12,36%). Em seguida, aparecem móveis e eletrodomésticos (23,46%), veículos, motos, partes e peças (18,70%); tecidos, vestuário e calçados (4,89%) e combustíveis e lubrificantes 3,36% .

Entre as novas atividades pesquisadas, os resultados mensais do volume de vendas, em dezembro, foram de 15,05% em outros artigos de uso pessoal e doméstico; 10,98% para livros, jornais, revistas e papelaria; 4,15% em material de construção; 3,82% em artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos; e -9,68% para equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação.