Rio de Janeiro – O ano de 2007 deve ser apontado com o melhor para as vendas do comércio desde 2004, quando foi registrado o primeiro dos sucessivos aumentos anuais, após uma queda de 3,7% em 2003. A avaliação foi feita pelo economista Nilo Macedo, responsável técnico da Pesquisa Mensal de Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Macedo informou que, no acumulado entre janeiro e novembro de 2007, o crescimento das vendas, de 9,7%, já é o maior na comparação com o mesmo período desde 2004. Para o economista, fatores com acesso ao crédito e melhoria de emprego e renda ajudam a explicar esse desempenho.

A Pesquisa Mensal de Comércio, divulgada nesta terça-feira (16) pelo IBGE, mostra que o volume de vendas e a receita do comércio cresceram 1,6% em novembro em comparação com o mês anterior. Já em relação a novembro de 2006, o crescimento foi de 9,9%.

Das 27 unidades da federação, duas apresentaram queda na comparação novembro de 2007 e o mesmo mês de 2006: Acre (-1,7%) e Roraima (-1,0%). Os destaques em termos de variações positivas do volume de vendas foram São Paulo, com taxa de 14,1%; Mato Grosso do Sul (12,5%); Rio Grande do Norte (11,9%); Mato Grosso (11,9%); e Maranhão (11,7%).

O IBGE também divulgou o resultado para o comércio varejista ampliado, que inclui o varejo e mais as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, que registrou crescimento em relação ao mesmo mês do ano anterior de 13,9% para o volume de vendas e de 17% na receita nominal de vendas.