As vendas no varejo dos Estados Unidos aumentaram 0,3% em janeiro ante dezembro, para US$ 381,57 bilhões. Este foi o sétimo crescimento mensal consecutivo, de acordo com dados divulgados hoje pelo Departamento de Comércio dos EUA. O avanço representa um sinal de que os gastos dos consumidores podem continuar dando suporte à economia do país.

O aumento, no entanto, foi menor do que o esperado. Economistas esperavam que as vendas aumentassem 0,6% em janeiro. O dado de dezembro foi revisado para alta de 0,5%. Excluindo o setor automotivo, as vendas no varejo subiram 0,3% em janeiro. Em dezembro esse dado havia subido 0,3%.

As vendas de automóveis e autopeças cresceram 0,5% em janeiro, depois de aumentarem 1,5% em dezembro. O valor das vendas em postos de gasolina subiu 1,4%. Excluindo componentes voláteis ligados ao setor automotivo e à gasolina, as vendas subiram 0,2%.

As vendas em lojas de aparelhos eletrônicos e domésticos aumentaram 0,3%, as vendas em lojas de alimentos e bebidas subiram 1,3% e lojas de mercadorias em geral cresceram 0,8%. Varejistas que não possuem lojas físicas, como empresas de vendas na internet, cresceram 1,2% em janeiro.

Os gastos dos consumidores são essenciais para a economia dos EUA e correspondem a 70% da demanda no país. As informações são da Dow Jones.