As vendas no varejo da zona do euro cresceram no ritmo mais forte em 13 meses em abril, segundo dados divulgados hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. O crescimento foi de 0,9% na comparação com março – o maior desde março do ano passado – e de 1,1% em relação a abril de 2010. A zona do euro reúne os países que utilizam o euro como moeda.

Os resultados superaram as estimativas dos economistas, de alta de 0,3% ante março e de estabilidade ante abril de 2010. Em março, as vendas no varejo haviam tido queda de 0,9% no mês e de 1,7% no ano. O euro ganhou força após a divulgação dos dados de abril e atingiu US$ 1,4683, o nível mais alto em um mês.

A Eurostat informou ainda que as vendas de alimentos, bebidas e tabaco aumentaram 0,7% em abril, na comparação com março – o ganho mensal mais forte desde maio do ano passado. As vendas de produtos não alimentícios subiram 0,8% – a maior alta desde agosto passado.

Os dados novamente evidenciaram as divergências entre os países da zona do euro. Em base anual, as vendas no varejo cresceram 5,2% na França e 0,5% na Alemanha. Na Espanha e na Irlanda, houve queda de 3,0% e, em Portugal, recuo de 4,0%. As informações são da Dow Jones.