O primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, disse que a venda de ilhas gregas não é uma sugestão séria para resolver a crise do orçamento do país. Em entrevista em Berlim junto com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, Papandreou afirmou que acha que “há formas mais imaginativas para lidar com déficits do que a venda de ilhas gregas”.

Políticos da Alemanha sugeriram em artigo publicado esta semana no jornal alemão Bild que ilhas gregas desabitadas poderiam ser vendidas para ajudar a pagar as dívidas do governo. Segundo o Bild, a sugestão foi feita por representantes de partidos da coalizão de centro-direita da chanceler Merkel. As informações são da Dow Jones.