Rio – O ministro de Petróleo da Venezuela, Ali Rodriguez, afirmou que a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) deve diminuir a produção de petróleo para aumentar o preço do barril. Rodriguez disse que hoje sobram 2 milhões de barris ao dia no mercado. “Há uma tremenda superprodução que temos que diminuir”, disse.

Entre o final desse mês e a primeira quinzena de maio, os países-membro da Opep vão se reunir para discutir as perpectivas do mercado de petróleo e também a situação política no Oriente Médio após o conflito no Iraque, disse o ministro. “Vamos tomar todas as medidas necessárias para defender o preço do petróleo e a estabilidade do mercado petroleiro”, afirmou.

Já o presidente da PDVSA, companhia estatal de petróleo da Venezuela, Rafael Ramirez, disse que é muito cedo para se tentar prever como ficará o mercado mundial de petróleo.

“A situação no Iraque deixa muitas interrogações. Não se sabe como será o novo governo e nem qual será a nova política sobre o petróleo e com a Opep. Nem se sabe se o Iraque vai se manter na Opep”, disse Rafel Ramirez.

Ele disse que a estatal tem interesse de operar uma refinaria no Brasil, no Estado de Pernambuco, numa parceria com a Petrobras mas não informou como estão as negociações.