A taxa de desemprego na zona do euro manteve-se inalterada em 11,5% em novembro, ante dezembro, mas o número de pessoas sem trabalho subiu pelo terceiro mês consecutivo, em 34 mil, para 18,394 milhões. O resultado da taxa ficou em linha com a previsão de analistas consultados pela Dow Jones.

O aumento do número de desempregados foi concentrado na Itália e França, duas das maiores economias da zona do euro, que são vistas como carentes de reformas urgentes para o mercado de trabalho. Fonte: Dow Jones Newswires.