O presidente da Confederação Nacional da Industrial (CNI), Armando Monteiro Neto, qualificou de ?responsável? a elevação do salário mínimo de R$ 240,00 para R$ 260,00.

?A fixação do salário mínimo traduz mais uma vez a responsabilidade do governo no trato de questões muito sensíveis do setor público, como as contas da Previdência Social e o orçamento de muitas prefeituras?, disse. Para Monteiro, a decisão do governo é compatível com a realidade fiscal do país.

Monteiro enfatizou que “não se pode colocar a estabilidade em risco porque, quando isso acontece, quem paga a conta da inflação alta é o trabalhador?. Ele lembrou que o valor do mínimo não interfere tanto na indústria, porque a maioria das empresas já paga aos seus empregados vencimentos superiores a R$ 260.00.