Rio ? A safra agrícola brasileira deve crescer 12,12% este ano em relação a 2005. A expectativa é que produção chegue a 126,083 milhões de toneladas frente as 112,454 milhões de toneladas produzidas no ano passado. Os dados são da primeira estimativa de 2006 do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgada hoje (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"Esperamos para este ano uma recuperação dos níveis de produtividade de cereais, leguminosas e oleaginosas, que foram bastante afetadas no ano passado pela seca ou pelo excesso de chuvas no Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul, principais pólos produtores", avaliou o gerente do estudo, Neuton Alves Rocha.

Segundo ele, produtos como feijão, soja e milho devem registrar aumento na produção. O café deve registrar o maior crescimento, podendo chegar a 2,5 milhões de toneladas, o equivalente a 42 milhões de sacas. O volume representa um aumento de 16,69% em relação à safra do ano passado, quando foram produzidas 2,1 milhões de toneladas – 35 milhões de sacas. De acordo com o IBGE, esse será maior volume desde 2000, quando a safra de café alcançou 3,8 milhões de toneladas.

Na avaliação de Rocha, além de condições climáticas favoráveis e de um maior cuidado dos produtores com a lavoura, o resultado deste ano será influenciado pela baixa nos estoques do produto no mercado interno e externo, o que faz o preço ficar em patamares razoáveis.

"Aliado a isso, temos e o fenômeno da bianualidade, uma característica natural do café, na qual a produção se alterna a cada dois anos e o aumento do consumo do produto em todo o mundo", observou. "Somente no Brasil, a previsão é que sejam consumidas 16 milhões de toneladas em 2006, um milhão a mais que no ano passado", acrescentou.