Belém – O Flamengo não precisou nem jogar um bom futebol no Mangueirão, neste domingo, para golear um desmotivado Paysandu por 4 a 1. Leonardo Moura e Renato, duas vezes cada um, marcaram para o time carioca, enquanto Rodrigo descontou para o time da casa, que já entrou em campo rebaixado.

O fracasso do Paysandu, que caiu para a segunda divisão, parece ter influenciado seu treinador, Carlos Alberto Torres, que de maneira

descontrolada ofendeu o árbitro e o bandeirinha com palavrões, sendo expulso de campo. Enfim, uma despedida melancólica para a equipe paraense.

Como o jogo não valia muita coisa, as duas equipes buscaram o ataque no primeiro tempo, criando seguidas chances. Mas foi o Flamengo quem marcou. Aos 13 minutos, Leonardo Moura tabelou com Obina, entrou na área e chutou no canto direito do goleiro Ronaldo, fazendo 1 a 0.

Depois de perder duas boas chances, o Paysandu conseguiu empatar a partida aos 42 minutos. Rodrigo recebeu a bola, entrou na área e chutou de pé esquerdo: 1 a 1.

Mas, aos 9 do segundo tempo, Renato colocou o Flamengo em vantagem novamente. E ele mesmo ampliou, já aos 30. Depois, aos 40, Leonardo Moura completou a goleada do time carioca.

Antes disso, aos 33 minutos, o volante Vanderson, do Paysandu, deu um susto em quem estava no estádio. Ele caiu no gramado com a mão no peito e precisou ser retirado de ambulância, sendo levado para o hospital. Os médicos garantiram que não foi nada grave, apenas um mal-estar.


Ficha Técnica:

Paysandu – Ronaldo; Ademilson, Felipe Saad, Váldson, William (Balão); Vânderson, Marabá, Rodrigo, Gian (Luiz Augusto); Róbson e Rafael Moura (Zé Augusto). Técnico: Carlos Alberto Torres

Flamengo – Diego (Getúlio); Leonardo Moura, Renato Silva, Rodrigo, André Santos; Júnior, Fabiano, Diego Souza (Josafá), Renato; Fellype Gabriel (Souza) e Obina. Técnico: Joel Santana.

Gols: Leonardo Moura, aos 13, e Rodrigo, aos 42 minutos do primeiro tempo; Renato, aos 9 e aos 30, e Leonardo Moura, aos 40 do segundo.