Belo Horizonte (AE) – Nem o apoio dos cerca de 45 mil torcedores que compareceram ao Mineirão, na tarde deste domingo, foi suficiente para manter o Atlético-MG na Série A do Campeonato Brasileiro. Depois da reação nas últimas três partidas, o time mineiro ficou no empate sem gols com o Vasco, pela penúltima rodada. Com o resultado, o time mineiro, primeiro campeão brasileiro, em 1971, foi rebaixado à Série B. O empate também não foi bom para a equipe carioca, que viu a briga pela vaga na Copa Sul-Americana ficar distante.

Como só a vitória interessava, o Atlético tentou sufocar o Vasco no seu campo de defesa logo no início da partida. E conseguiu. O time teve maior posse de bola e criou as melhores oportunidades para abrir o marcador. Porém, não acertava o último passe que deixaria seus atacantes em condições para marcar.

Com isso, depois de sofrer grande pressão, o Vasco conseguiu equilibrar as ações em campo. E diante da falta de precisão dos ataques, as duas equipes levaram para o intervalo o empate sem gols.

Ambos os times voltaram para o segundo tempo com a mesma formação. E a postura deles também não mudou. O Atlético voltou a pressionar o Vasco, que saía apenas nos contra-ataques. Porém, na tentativa desordenada de chegar ao ataque, o time da casa passou a deixar espaços na sua defesa.

Aos 15min, Morais fez boa jogada e tocou para Wagner Diniz. O lateral dividiu com Lima e caiu na área. O árbitro paulista Sálvio Spinola Fagundes Filho marcou pênalti, sob protestos dos jogadores mineiros. Romário, que tenta a artilharia do Brasileiro, cobrou, mas Bruno fez grande defesa, evitando o gol.

Depois do susto, empurrado ainda mais pelo torcedor, o Atlético voltou a crescer na partida. Porém, assim como na primeira etapa o time mineiro não conseguia se acertar no ataque, facilitando o trabalho do adversário, que tentava segurar a pressão.

Como não teve forças para chegar ao gol e romper a retranca vascaína, o Atlético viu o sonho de permanecer na Primeira Divisão terminar no empate sem gols.


FICHA DO JOGO

ATLÉTICO-MG 0 X 0 VASCO

Atlético-MG: Bruno; Cáceres, Lima e Thiago Junio; Rodrigo Dias, Alicio, Rafael Miranda, Tchô (Rodrigo Silva)(Euller) e Rubens Cardoso; Pablito (Quirino) e Renato Técnico: Lori Sandri.

Vasco: Roberto; Wagner Diniz (Claudemir), Éder, Luciano e Diego; Ygor (Teti), Amaral, Abedi e Morais; Robson Luiz (Rubens) e Romário.Técnico: Renato Gaúcho.