O nível de emprego na indústria brasileira registrou em dezembro de 2006 a terceira queda consecutiva, com recuo de 0,3% ante novembro (série com ajuste sazonal), segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com dezembro de 2005, porém, o emprego na indústria cresceu 0,8%, a maior variação nessa base de comparação apurada pelo instituto desde julho de 2005 (1,2%).

Com o resultado de dezembro, a indústria brasileira fechou o ano de 2006 com estabilidade no total de empregos. O resultado foi o pior em três anos, após o crescimento de 1,8% em 2004 e de 1,1% em 2005.