A 8.ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4.ª Região condenou dois empresários do Paraná por realizarem operações financeiras sem a autorização do Banco Central do Brasil. Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), eles captavam dinheiro de investidores com a promessa de remuneração, que podia ser diária, mensal ou anual, e depois emprestavam esse dinheiro a juros para terceiros.

Mauro Roberto Montenegro Holzmann e Hélio Sponholz Araújo eram gerentes e responsáveis pelas empresas Libra Fomento Mercantil e Libra Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários.

Os empresários foram denunciados por arrecadar cerca de R$ 8 milhões de investidores, quando o capital social da empresa equivalia a R$ 29 mil, caracterizando uma operação de alto risco; por emprestar o dinheiro investido na empresa a terceiros; e por transferir os clientes da Libra Distribuidora de Títulos e Valores sem autorização destes para a Libra Fomento Mercantil a fim de que ela não quebrasse. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)