Especialistas encontraram pequenos traços de radiação na Embaixada do Reino Unido em Moscou, mas que não apresentam riscos à saúde pública, informou o porta-voz da embaixada britânica. "Uma equipe de especialistas concluiu uma varredura de precaução na Embaixada do Reino Unido em Moscou. Eles não encontraram nenhum risco à saúde pública. Pequenos traços de radiação foram encontrados abaixo dos níveis que apresentam risco à saúde. A Embaixada está funcionando normalmente. Não há motivo para preocupação", disse o porta-voz.

O porta-voz não indicou qual tipo de radiação foi encontrado na Embaixada ou deu qualquer detalhe adicional sobre o achado. O anúncio ocorre enquanto detetives da Scotland Yard se encontram na capital russa como parte de uma ampla investigação sobre a morte por envenenamento do ex-espião Alexander Litvinenko, ocorrida no dia 23 de novembro, em Londres. Toxicologistas encontraram polônio 210 – uma rara substância radioativa – no corpo de Litvinenko.

Traços de radiação foram encontrados em vários lugares em Londres. Um oficial britânico disse hoje que leves traços de polônio 210 foram encontrados em dois locais no Emirates Stadium em Londres, onde um figura chave na investigação assistiu a uma partida de futebol no dia 1º de novembro. As informações são da Associated Press citada pela Dow Jones.