O Dia de Campo sobre Produção Orgânica vai apresentar novidades tecnológicas aos interessados na produção e no consumo de alimentos sem uso de agrotóxicos. O evento será promovido nesta quinta-feira (26), em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, pela Secretaria da Agricultura, por meio do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA).

Cerca de 70 participantes, entre produtores, consumidores, técnicos, pesquisadores, professores e estudantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e dos colégios agrícolas do Estado estarão reunidos no que acontece no CPRA. O vice-governador e secretário da Agricultura, Orlando Pessuti, elogiou a iniciativa. Segundo ele, as pessoas preocupadas com a saúde e a qualidade de vida têm interesse cada vez maior no consumo e na produção de alimentos orgânicos.

Pessuti ainda ressaltou que as pessoas valorizam alimentos produzidos sem o uso de agrotóxicos, com menor impacto ao meio ambiente e que sejam geradores de empregos. ?Ao invés de se aplicar um herbicida para controlar plantas daninhas, utiliza-se enxada ou cultivador. Com isso, gera-se mais empregos no campo?, disse.

Para ele, a produção orgânica é uma alternativa tanto para os consumidores como para os produtores. Ele lembrou que, no Paraná, existem inúmeras áreas de proteção ambiental e de mananciais, onde é difícil a prática da agricultura convencional. ?Dessa maneira, a agroecologia surge como alternativa?, afirmou.

Variedades

Durante o evento, serão apresentadas novas variedades de feijão, milho e soja, adaptadas à produção orgânica. Os participantes também vão poder conhecer mais sobre culturas de inverno e de cobertura de solo, tubérculos, forrageiras, leite e olericultura orgânicos, máquinas de plantio direto para pequenas propriedades, biofertilizantes e plantio direto sem o uso de herbicidas.

O pesquisador do Iapar Moacir Roberto Darolt informou que o Dia de Campo desta quinta-feira (26) será um evento diferenciado. ?Geralmente, os dias de campo são voltados para a agricultura convencional. Mas este vai de encontro aos interesses das pessoas envolvidas com a agricultura orgânica?, disse.

Batata

O pesquisador informou que, durante o evento, será lançada uma variedade de batata-inglesa desenvolvida pelo Instituto, conhecida como ?Cristina?. ?É mais uma opção para os produtores que cultivam ou têm interesse em iniciar na produção de batata orgânica?, comentou. Segundo Darolt, ainda serão distribuídas matrizes de minhoca vermelha da Califórnia aos participantes interessados em investir na atividade.

De acordo com estimativas preliminares do Departamento de Economia Rural (Deral) e da Emater, a produção orgânica do Paraná, na safra 2004/05, ficou em torno de 85 mil toneladas. O principal produto orgânico cultivado no Estado, em relação à área plantada, é a soja. Em termos de produção, o principal produto é a cana-de-açúcar, matéria-prima para a fabricação de açúcar mascavo e cachaça. No Paraná, cerca de 4 mil produtores dedicam-se à produção orgânica.