A oitava edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) registrou este ano um aumento de 93% de inscritos em relação ao ano passado, com um total de 2.998.083 inscrições. São Paulo é o estado com o maior número de inscrições, com 906.106 participantes, e o Acre é o que tem menos inscrições, com 7.095 alunos.

Segundo o MEC, a expansão no número de inscritos aconteceu por causa do Programa Universidade para todos (ProUni), que utiliza os resultados do Enem como um dos critérios para a escolha dos alunos que vão receber bolsas de estudo integrais ou parciais. O ProUni já atendeu este ano mais de 100 mil pessoas. Cerca de 470 instituições já utilizam os resultados do Enem em seus processos seletivos.

A estudante Tábata Azeredo, de 17 anos, fará o exame no próximo domingo. Futura candidata ao curso de Direito, ela incentiva os colegas a fazerem a prova. "Queria incentivar todo mundo a fazer porque dá mais uma ajuda para o nosso país, colocar ele no ranking, numa posição boa e mostrar mesmo como está o nível de instrução de cada pessoa", afirma.

Os resultados do exame também serão utilizados em breve no projeto Banco de Talentos. Segundo o MEC, a idéia é criar um banco de dados virtual com o desempenho dos candidatos para que as empresas façam contato e contratem os alunos que terminarem o ensino médio.